Aprendendo e reaprendendo

Aprendendo e reaprendendo

Já me pronunciei algumas vezes colocando a necessidade de cumprirmos rigorosamente as orientações das autoridades Organização Mundial da Saúde (OMS), Governo Federal, Estadual e aqui, mais próximo a nós, as diretrizes da Prefeitura de Guarulhos.

A crise é global e assola a todos. A batalha pela superação da pandemia, COVID-19, é plena, e, todos os países estão empenhando forças para controle e minimização das consequências da grave infecção que é provocada pelo CORONAVÍRUS.

Muitas informações estão a chegar até nós, e, certamente em determinados momentos surgem-nos dúvidas, que podem ensejar interpretações diversas, inclusive prejudiciais a contenção da disseminação da contaminação.

A vinda de elemento tão estranho a nossa realidade acabou por nos colocar em uma situação extremamente incômoda, e, certamente nos tirou da zona de conforto.

Temos de nos reinventar para que não sejamos dissipados pela pandemia.

Com a situação enfrentada por todos nós, e digo globalmente, uma coisa é certa, não mais viveremos da mesma forma que vivíamos antes da pandemia.

Aqui no Brasil estamos ainda bem no início do enfrentamento ao problema, e, pela gravidade e tamanho impacto que nos tem causado, teremos de nos superar ainda mais.

Vejam por exemplo o funcionamento remoto e em domicílio dos nossos Tribunais.

Quem imaginaria que teríamos o funcionamento de todo sistema jurídico de forma telepresencial? E vejam, aqui uma análise, com eficiência.

Serão tempos difíceis e diferenciados daqui para frente.

Inúmeras reuniões por meio de aplicativos estão a ocorrer.

Impressionante a aproximação que os meios eletrônicos tem nos proporcionado.

Vejam que a proximidade é virtual, mas a sequência dos contatos nos influencia diretamente na vida prática, colocando os resultados dos contatos na vida de toda sociedade.

Claro que ainda teremos de ajustar e lapidar a forma de funcionamento, entretanto, é possível notar os esforços das instituições em dar respostas as demandas colocadas.

A OABSP e a CAASP programou-se para reunir-se com os presidentes de subseções semanalmente, coisa que não tínhamos outrora, e, no aspecto prático, colocou muito mais acessível toda estrutura, abrindo o canal de comunicação direta com uma eficiência muito mais rápida e dinâmica.

Realmente estamos nos superando.

Espero que possamos superar a questão econômica, que também vem sendo profundamente afetada em razão da quarentena, necessária diga-se de passagem, entretanto, não sabemos o quanto afetará nossa vida tão logo superemos e retornemos a mínima normalidade.

É por isso que devemos estar unidos e altivos, superando com parcimônia, temperança e união todas as dificuldades. A velocidade da mudança é nitidamente notada. De manhã enfrentamos situações que a tarde já são enfrentadas de forma distinta, antagônicas muitas vezes.

A Advocacia tem se mostrado empenhada e preocupada em solucionar as questões que surgem, e tal enfrentamento fortalece ainda mais nossa instituição, que certamente está a postos e a disposição de servir não somente a sociedade, mas, também toda classe da Advocacia.

Vamos em frente, buscando as melhores saídas para cada adversidade que surgir.

Juntos superaremos os desafios e toda dificuldade que surge hodiernamente, afinal, somos talhados a superar adversidades.

Eduardo Ferrari

Presidente da 57ª. Subseção do Conselho Seccional da Ordem dos Advogados do Brasil – Guarulhos

Compartilhe este artigo: