Assistência Jurídica – Custo ou Investimento?

Assistência Jurídica – Custo ou Investimento?

O empresário de sucesso é aquele que consegue ver a diferença entre despesas, custos e investimentos, pois nem todos os gastos produzem o mesmo resultado na empresa, sempre que possível o administrador deve reduzir as despesas fixas e variáveis, tais como energia elétrica, água, internet, etc, bem como deve adequar seus custos diretos e indiretos com matéria-prima, prestadores de serviço, etc; mas, principalmente o bom gestor é aquele que está atento àqueles gastos que podem agregar maior valor ao seu negócio, e é aí que assessoria jurídica pode ser um investimento altamente compensador para o crescimento da empresa.
Procurar advogado somente quando o problema já está instalado, pode significar um custo muito mais alto em honorários e outras despesas do que o custo de uma assessoria pré-existente, sendo importante destacar que uma demanda judicial não trás apenas custos com honorários advocatícios, mas principalmente à imagem do empresário e do negócio, o que, muitas vezes pode ser evitado com um trabalho preventivo.
Uma boa assessoria jurídica permitirá ao empresário antecipar os problemas, e de forma preventiva adotar medidas redutoras dos riscos, seja no aspecto trabalhista, do consumidor, contratual, tributário e até mesmo criminal. Além disto, o trabalho preventivo e contínuo permite uma melhor integração na relação cliente e advogado, diferente da contratação de um advogado de última hora, na emergência, sem conhecê-lo profundamente.
Novas legislações tem surgido a cada dia, e o empresário precisa se concentrar na sua atividade fim, que é buscar novos mercados e desenvolver seus produtos e serviços, tendo ao seu lado profissionais gabaritados a lhe dar subsídios importantes, apagando incêndios antes mesmo que eles ocorram.
O Brasil tem passado por profundas transformações, legislativas e culturais e em meio a tantas propostas de reforma, trabalhista, previdenciária, tributária, e política, chama-nos a atenção a nova lei anticorrupção nº 12.846/13 recentemente regulamentada, que atribui ao empresário a responsabilidade por quaisquer atos de corrupção praticados, ainda que por terceiros, em nome ou em benefício da empresa, tornando ainda mais importante a cultura do Compliance (expressão da língua inglesa que significa estar “em conformidade”), área preventiva do direito.
Somado a isso tudo temos uma nova realidade, fruto das novas tecnologias, em que a velocidade de propagação de uma informação nas mídias sociais, pode prejudicar substancialmente o nome da empresa, por denúncias muitas vezes infundadas. Uma boa assessoria jurídica preventiva pode minimizar esses riscos e adotar medidas imediatas de contenção de danos ao maior patrimônio da sua empresa, sua credibilidade no mercado.
Em Guarulhos contamos com cerca de 6 mil advogados atuando nas mais diversas áreas do direito, e prontos para atender as demandas das pessoas físicas e jurídicas da região.
Em suma, para transformar o gasto com advogados em investimento, o empresário não deve procurar a assistência jurídica somente quando o problema já tiver ocorrido, mas contar com essa assessoria no cotidiano da empresa.

Alexandre de Sá Domingues
Presidente OAB Guarulhos

Compartilhe este artigo:

Newsletter da
OAB Guarulhos

Receba novidades, agenda de palestras e eventos da OAB Guarulhos por e-mail!
CADASTRE-SE